9 de ago de 2016

Jogo da Integração (alunos)

CEC substitui aulas inaugurais dos cursos técnicos por jogo Com uso de um tabuleiro, estudantes compreendem metodologia e Manual do Aluno de forma lúdica. Publicação na Intranet: 15/4/2013 Atualizado em: 23/4/2013
Em grupos, estudantes competem em busca da maior pontuação Este ano, as aulas inaugurais dos cursos técnicos do Senac Santa Cecília (CEC) ganharam um novo formato com a introdução de uma atividade participativa. A mudança busca facilitar a absorção das informações e dinamizar a prática. Antes, os responsáveis pelos setores se apresentavam e falavam sobre os serviços oferecidos. Em seguida, o técnico da área e um profissional da secretaria escolar descreviam os procedimentos. Mas a equipe de CEC concluiu que o formato estava cansativo para os estudantes. Então, criou-se o Jogo da Integração. A ideia da mudança foi do técnico supervisor educacional Mauro Vieira. "Surgiu da minha observação da atividade. Também ouvi colegas comentando que os alunos recebiam muita informação de uma vez e que, talvez por isso, alguns resultados não eram atingidos", explica. O jogo A novidade é um jogo de perguntas e respostas que usa um tabuleiro, o Manual do Aluno e slides sobre o curso. Os estudantes são separados em grupos que competem buscando a maior pontuação. Ao final, o jogo fornece subsídios para a apresentação da metodologia de ensino. A atividade exige um espaço amplo, pois o tabuleiro não cabe em uma sala de aula. Por isso, a unidade adequou a agenda de uso do auditório para viabilizar a realização do jogo. O material foi criado pelo próprio Mauro, que convidou docentes e outros funcionários para um teste. Nove pessoas participaram identificando problemas e melhorias. E aprovaram a iniciativa. Desde o início do ano a unidade já realizou três edições do jogo para 74 estudantes, no total. Segundo o técnico, os alunos aprovaram a atividade por ser uma forma descontraída de aprender e de promover a integração. CEC deve continuar aplicando o jogo, inclusive com a equipe técnica. "Vários procedimentos do dia a dia de trabalho podem ser abordados na atividade", conclui Mauro.

6 de ago de 2016

Avaliação do Processo de Desenvolvimento de Competências

Há um tempo distante daqui... de volta! Esta foi mais uma turma que realizei em março de 2016 do Curso Avaliação do Processo de Desenvolvimento de Competências. Conteúdo programático: *A avaliação e a relação professor-aluno *Procedimentos e instrumentos de avaliação *Avaliação formativa: diagnóstico e regulação *Objetividade e subjetividade na avaliação *O processo de síntese da avaliação formativa

19 de nov de 2013

Workshop sobre inclusão

Com o objetivo de repensar nossas ideias e posturas em relação à Inclusão de Pessoas, mediei 2 workshops onde foram proporcionadas situações de inclusão e exclusão, empatia, e busca de propostas para as situações do dia a dia.

2 de out de 2012

Recepção de novos alunos



Ontem iniciamos mais uma turma de aprendizes.
Para recepcioná-los, surgiu a ideia de  abordar a importância da inclusão.
Os aprendizes se misturaram com os novatos, como se fizessem parte da turma.
Marcelo, Suzi (colegas de trabalho) e eu fizemos a abertura, e introduzi o tema como se estivesse iniciando a aula.
Apresentei brevemente manchetes de reportagens sobre exclusão e inclusão, e informei que ouviríamos a canção Todos os Verbos (Zélia Duncan e Marcelo Jeneci).
Assim que a música iniciou, um a um, os aprendizes que estavam recepcionando os novos dirigiram-se à frente, interpretando-a em libras.
Finalizamos a apresentação comentando que uma das estratégias para aprender é se colocar no lugar do outro.

22 de mai de 2012

Ampliando a atuação do Projeto Palavra Lida

Contação de histórias

29 de mar de 2012

Dia de comemoração

Concluí mais uma Pós Graduação.
Agora também sou Especialista em Docência para a Educação Profissional. Disponibilizo abaixo o link para acesso ao meu Trabalho de Conclusão de Curso Evolução de um Plano de Aprendizagem

RESUMO
A proposta pedagógica do Senac São Paulo menciona que uma educação participativa e de qualidade deverá ser capaz de gerar ferramentas para que as pessoas possam ampliar a visão crítica de mundo, participar da vida pública, defender seus direitos e ampliá-los, inserir-se e permanecer no mundo do trabalho com desempenho de qualidade e com empreendedorismo, assumir responsabilidade social com desempenho ético, de preservação do meio ambiente e de atenção à saúde individual e coletiva. Para atingir esse objetivo, a atividade docente con-templa entre outros fatores, aspectos morais e éticos, a necessidade de contextualização e me-diação, a compreensão do funcionamento dos grupos, os limites entre a liberdade e a respon-sabilidade e os aspectos de uma avaliação. A elaboração e a reflexão sobre o Plano de Traba-lho Docente são elementos que contribuem para o aperfeiçoamento e a busca de melhoria do trabalho docente, e podem proporcionar um melhor aprendizado e desenvolvimento do aluno. O professor, por sua vez, para realizar um trabalho eficiente e eficaz, pode elaborar um Plano de Trabalho Docente, que na proposta deste trabalho, contempla 7 etapas, sendo elas, Contex-tualização e mobilização, Definição da atividade de aprendizagem, Organização da atividade de aprendizagem, Coordenação e acompanhamento, Avaliação da atividade de aprendizagem, Acesso a outras referências e Síntese e aplicação. Neste trabalho, o Plano de Trabalho Docente foi aplicado em 4 turmas diferentes, e que no decorrer do processo, sofreu alterações em busca de aperfeiçoamento. A prática contínua deste sistema de planejamento, realização, avaliação e propostas de melhoria fazem do trabalho do professor um processo permanente de aperfeiçoamento da atividade docente.

16 de mar de 2012

Realizamos mais uma edição do Projeto Palavra Lida. Para saber mais sobre o assunto, clique aqui.


26 de ago de 2011

Treinamento para docentes da rede Senac SP


Treinamento realizado em 26/08/2011 para docentes do Senac São Paulo. Este trabalho contempla os seguintes eixos temáticos:
Concepções educacionais: tradicional x ensino por competências
• Legislação
• Proposta pedagógica
• Mediação da aprendizagem
Práticas educacionais compatíveis com a aprendizagem mediada
• Metodologias ativas de aprendizagem
• Ação – reflexão – ação
• O papel do mediador
Planejamento com foco no desenvolvimento de competências
• Concepção de competência adotada pelo Senac São Paulo
Documentos educacionais Senac: Plano de orientação, plano de curso, plano de aprendizagem
Princípios de avaliação formativa: caráter diagnóstico e regulador
• Recuperação paralela
• Critérios, instrumentos e indicadores de aprendizagem

A continuidade deste trabalho acontecerá em 16/09.

Encontro pedagógico



Senac VPR traz profissionais da rede e do mercado para reunião pedagógica

Primeiro encontro de uma série rende sugestões de melhorias que estão sendo implementadas na unidade.


O Senac Vila Prudente (VPR) reuniu, durante cinco dias, cerca de 70 funcionários no Encontro Pedagógico Refletir e Transformar, o primeiro de uma série programada para este semestre. Por meio de palestras e rodas de diálogos, a iniciativa tem como objetivo debater assuntos ligados à educação. Para isso, foram convidados profissionais do mercado e de outras instâncias e unidades do Senac São Paulo, que transmitiram conhecimento e boas práticas.

Stefania Lins Gionnoni, consultora da empresa SLG, especializada no desenvolvimento de pessoas, falou, entre outros assuntos, sobre trabalho em equipe com foco na melhoria contínua. Já Rosilene Oliveira e Débora de Lima Azevedo, técnicas do Grupo Educação (Geduc), ligado à Gerência de Desenvolvimento 4 (GD4), promoveram discussões sobre a Proposta Pedagógica da instituição. Por parte da Gerência de Pessoal (GEP), a técnica Marcia Regina Busanello abordou a avaliação como recurso contínuo e formativo, tendo como referência indicadores de desempenho formulados e compartilhados com os alunos a fim de analisar e regular o processo de aprendizagem. Por fim, Mauro Vieira da Silva, docente do Senac Santa Cecília (CEC), apresentou metodologias de ensino dinâmicas e inovadoras.

"Os nossos funcionários interagiram bastante com os visitantes, enriquecendo o debate com diferentes pontos de vista sobre os temas. Conseguimos elaborar propostas viáveis de aperfeiçoamento, com estratégias e objetivos bem definidos, para chegar aos resultados esperados", comenta Eliane Ap. Bonilho Gonçalves, técnica supervisora educacional da unidade VPR.

Da teoria à prática
O encontro foi realizado de 4 a 8/7 e, no último dia, cada grupo de trabalho apresentou um plano de ação, que será executado durante os próximos três meses, com o intuito de aprimorar os processos pedagógicos. Um exemplo é acompanhar o rendimento do aluno por meio de gráficos. Assim, de acordo com Eliane, será possível identificar de maneira clara e rápida quais as maiores dificuldades dos estudantes e, dessa forma, intervir.

31 de jan de 2011

Treinamento de docentes do Senac Faustolo


Treinamento realizado em parceria com Tania Tomie para os docentes do Senac Faustolo (SP) no dia 14/01/2011. O 2o. dia de treinamento acontecerá em 18/02.

Treinamento de docentes Senac Santa Cecília e Penha


Treinamento para os docentes do Senac Santa Cecília e Penha (SP), realizado no dias 15 e 29/01/2011. Realizei este treinamento em parceria com Marly Reis e Marcelo Pereira da Silva.

5 de out de 2010

Curso Vendedor de materiais de construção


Esta é a matéria publicada na Intranet do Senac SP em 30/09/2010

Novo curso de CEC é realizado dentro de ambiente profissional

Turma-piloto composta por bolsistas tem aulas teóricas e práticas na Loja Escola do Varejo da Construção Civil.


Na capital paulistana, quem passa pela Rua Norma Pieruccinni Giannoti, nº 423, na Barra Funda, pode avistar os 1,2 mil metros quadrados da Loja Escola do Varejo da Construção Civil, equipada com as principais marcas do segmento. O Senac Santa Cecília (CEC) aproveita o espaço para realizar as aulas teóricas e práticas do curso livre Vendedor de Materiais de Construção, que está em sua primeira turma, formada por 37 bolsistas.

O local pertence à Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco). A parceria com o Senac surgiu por meio de articulações entre a subárea de marketing e vendas da Gerência de Desenvolvimento 2 (GD2) e o Sindicato do Comércio Atacadista de Materiais de Construção de São Paulo (Sincomavi).

Aprendizado
Os estudantes utilizam a loja para atividades práticas como simulações de venda, negociação e apresentação de produtos. Já as aulas teóricas são aplicadas pelos docentes em salas com equipamentos de áudio e vídeo. "Esse formato contribui para o aluno associar o conteúdo de maneira mais rápida e eficiente. Ele conhece os produtos e sua disposição no ponto de venda, o que proporciona uma experiência realmente diferente da habitual, pois já o aproxima da realidade do mercado. Todos esses fatores são um grande diferencial na hora de conseguir um emprego ou conquistar o cliente", explica Mauro Vieira da Silva, docente coordenador do título.

Um exemplo desse êxito é a trajetória de Jéssica da Silva Pereira, de 19 anos, integrante da turma-piloto. Após um mês de aula, ela foi promovida ao cargo de vendedora na empresa onde atuava como repositora. "Quando tenho oportunidade, passo adiante as informações que adquiri no curso, e sei que estou sendo observada e reconhecida por isso. Amadureço no lado pessoal e profissional, e sinto-me estimulada a buscar novidades na minha área e trilhar uma carreira brilhante."

Continuidade
A Loja Escola é aberta a outras instituições e oferece de maneira pontual treinamentos para empresas, pós-graduações, entre outros serviços. O Vendedor de Materiais de Construção teve início em 2/8 e estende-se até 19/10, e CEC pretende manter a parceria. "A ideia é utilizar o espaço enquanto oferecermos esse título, que está ligado ao Programa Senac de Gratuidade (PSG)", finaliza Mauro.

26 de ago de 2010

Formatura de Aprendizes


Formatura de aprendizes das empresas Makro, Wall Mart, Laboratório Buenos Ayres, Lafer e Savoy Engenharia.

23 de jul de 2010

Projeto Palavra Lida


Este é um projeto que realizamos com o objetivo de aproximar alunos da leitura e biblioteca. Na foto, escritora Heloisa Prieto (no centro) e colegas de trabalho (em dia de apresentação).

Curso Tendências e perspectivas das organizações


Apresentação de estudo sobre as perspectivas do mundo do trabalho e as oportunidades de atuação profissional. Na foto, visita à Biblioteca de São Paulo, onde exploramos inovações que contemplam design, tecnologia e atendimento diferenciado.

30 de mar de 2010

Formatura de aprendizes

video

Estas são imagens do evento de formatura de uma turma de aprendizes que coordenei no período 2008/2009. Veja neste vídeo ou acesse http://www.youtube.com/watch?v=h06_FgbxhyQ

1 de fev de 2010

Curso Introdução à Logística

Na imagem, alunos simulam produção, armazenamento e transporte de mercadoria.

29 de jan de 2010

Curso Introdução à logística



Alunos projetando a logística de um produto (linha de produção, armazenamento e transporte).

Curso Introdução à administração







Taylorismo, Fordismo e Toytismo. Alunos simulam uma linha de produção.

Visita ao Centro Cultural Catavento

Os alunos do Programa de Aprendizagem e do Programa Educação para o Trabalho visitaram o Centro Cultural Catavento como parte do Projeto Palavra Lida. O passeio reuniu cerca de 50 alunos e aconteceu dia 17/12/2009.

A iniciativa de Tânia Peres, coordenadora do projeto Palavra Lida, e de Mauro Vieira da Silva, coordenador do Programa de Aprendizagem e do Programa Educação para o Trabalho, teve o objetivo de levar os alunos a um lugar que estimulasse a curiosidade sobre temas diversos, como física, história, problemas sociais e questões voltadas à juventude.
Palavra Lida: O projeto tem o objetivo de favorecer o desenvolvimento cultural do jovem, estimulando o hábito da leitura e aproximando-o da biblioteca. Durante o ano de 2009, a iniciativa levou palestrantes e autores de livros voltados ao público infanto-juvenil até a unidade.